TRÊS ETAPAS PARA A RIQUEZA

 

Um homem de negócios, meu amigo, de Beverly Hills, disse-me em sua loja: “Meu irmão está no mesmo ramo de negócio que eu apenas a três quarteirões de distância: está prosperando bastante e praticamente “nadando em dinheiro”. Recentemente admitiu mais dois empregados. Eu, entretanto, mal consigo ganhar para as despesas. Nada existe quanto à localização da loja ou à mercadoria; a causa devo ser eu mesmo!

Observei-lhe que o fato de ficar rico e de progredir na vida não se resumia a um certo negócio ou localização, que a riqueza estava na mente dos homens e que alguns homens de grande talento permaneciam pobres e frustrados, enquanto outros, de muito menos talento ou educação, prosperavam além de suas melhores expectativas. Falei-lhe, então, sobre as três etapas para conquistar infalivelmente a riqueza.

Meu amigo seguiu essas três etapas e prosperou de forma notável.

 

Primeira etapa: Nunca faça uma afirmação negativa sobre o seu estado financeiro, tal como: “Não posso pagar o aluguel”, “Não consigo ganhar para as despesas”, “Os negócios vão muito mal”, “Não posso pagar minhas contas”, etc. Ao lhe ocorrer um pensamento negativo, substitua-o pela afirmação: “Tenho um estoque infinito em meu íntimo e todas as minhas necessidades são satisfeitas instantaneamente”. Pode ser necessário ter de repeti-la cinqüenta vezes por hora, mas persista que o pensamento negativo deixará de o preocupar.

 

Segunda etapa: Adquira o hábito, durante o dia, de condicionar sua mente às riquezas divinas, afirmando: “Deus está sempre presente para ajudar-me nas dificuldades” e “Deus é a fonte instantânea e imediata de meus recursos, proporcionando-me todas as idéias necessárias em todos os momentos e oportunidades”

 

Terceira etapa: Ao dormir, todas as noites, repita esta grande verdade: “Sou grato a Deus por suas riquezas sempre presentes, imutáveis e eternas”.

Esse homem de negócios seguiu fielmente essa prescrição espiritual e progrediu extraordinariamente; mandou posteriormente emoldurar a seguinte citação bíblica, que mantém em sua mesa: “O deserto e a terra sedenta se regozijarão; o ermo exultará e florescerá como o narciso”. (Isaías 35:1).

Recentemente, disse-me ele: “Minha mente era um ermo e um deserto; nada havia ali a não ser as sementes da ignorância, do medo e da autodepreciação, além de um sentimento de inutilidade. Atualmente, estou no caminho da vitória, da realização e da prosperidade”.

Joseph Murphy

(Do livro:  1001 Maneiras de Enriquecer)