Mais de 1500 pessoas participam da abertura Forum Científico do Unicerp

http://www.unicerp.edu.br/index.php?option=com_content&view=article&id=593:mais-de-1500-pessoas-participam-da-abertura-forum-cientifico-do-unicerp-&catid=1:latest-news

Evento foca pesquisa e extensão, mas alerta para ansiedade e estresse

O Centro Universitário do Cerrado Patrocínio realizou nesta terça-feira a abertura do Fórum Científico 2012 com o tema Ansiedade e Estresse: desafios contemporâneos. O Rotary Brumado recebeu uma platéia de mais de 1500 expectadores.

As atrações da abertura foram a apresentação do Hino Nacional encenado em libras por alunos do Unicerp, o projeto Makulelê (culturas afrobrasileiras e indígenas) com capoeira e a palestra central com Valdecy Carneiro.

O palestrante explicou que o estresse deve ser gerido de maneira positiva. “O estresse faz parte de todos nós. Ele tem que ser encarado com o caráter positivo, temos que gerenciá-lo para que não tenhamos problemas de saúde. Temos que começar pensando que não somos reféns emocionais. O Unicerp está de parabéns porque temos pouca visibilidade acerca do tema. Aquilo que você foca, aumenta. Por isso, devemos focar-nos nas coisas boas da vida. Aproveitemos a energia”, relata Valdecy Carneiro.
alt
Para a reitora do Unicerp, Iêda Pereira de Magalhães Martins, a grande participação dos alunos mostra que a escolha do tema e os padrões do Fórum agradam a comunidade acadêmica.  “Foi um momento marcante com número recorde de participantes. O Fórum Científico vem evoluindo a cada ano e nos alegra muito o fato do grande número de apresentações orais e de painéis. O Unicerp sempre preza o fato de dar oportunidades aos alunos de mostrarem suas produções científicas, esse ano não foi diferente”.

Sobre a participação recorde dos alunos no evento, a coordenadora de Pesquisa e Extensão do UNICERP e presidente do Fórum Científico – 2012, profa. Silvana R de Souza Queiroz, expõe: “Atribuimos a grande adesão da comunidade acadêmica ao Fórum Científico, não só pela pertinência do tema, mas também pela  oportunidade que o evento oferece aos alunos e professores para a exposição de suas produções acadêmicas, pela produtiva integração entre os cursos e entre a instituição e a sociedade.”

 

alt