TRÊS SEGREDOS SOBRE O CÉREBRO QUE PODEM REVOLUCIONAR SUA VIDA – Parte 1
por Valdecy Carneiro

Se pudéssemos considerar o cérebro uma máquina, poderíamos dizer que ele é a máquina mais complexa que jamais existiu, sem, no entanto, possuir um manual de instruções…
As tecnologias mentais como Programação Neurolinguística (PNL), Hipnose, a Visualização Criativa e Curadora e os estudos das Neurociências tem trazido contribuições consideráveis aos processos terapêuticos e de mudanças comportamentais aceleradas.
Nossa proposta é, em três capítulos, falar sobre segredos – que nem são tão secretos assim – que, se aplicados, podem revolucionar sua vida: a maneira como se relaciona consigo mesmo e com os outros, os processos de mudanças pessoais e conquistas de metas e objetivos, a sua maneira de aprender e, se for terapeuta ou coach, a forma de entender e auxiliar seus pacientes ou clientes…

PRIMEIRO SEGREDO: O Cérebro só Opera no Tempo Presente
Não estamos, com isso, afirmando que o nosso cérebro não faça a distinção entre passado, presente e futuro. Não! Não é nada disso! O que dizemos é que as informações são operacionalizadas, todas, em tempo presente.

Observe bem o texto abaixo:
O trauma, a mágoa, a culpa e o ressentimento são o passado no presente.
O medo, a ansiedade e a preocupação são o futuro no presente.
Os conteúdos emocionais mal resolvidos advindos do passado, ficam repercutindo no presente, ressurgindo de maneira consciente (através de memórias: visuais, auditivas ou cinestésicas). Se pensarmos de maneira cibernética, tomando como paradigma  hardware e software computacionais, diríamos que um programa ficou aberto, rodando em background, consumindo energias do sistema.
E como nos livrarmos disso?

1- Revendo Acordos Obsoletos de nosso passado: imagine os acordos ou promessas assumidos e não cumpridos e/ou aqueles impostos e não atualizados.
Como assim?
Imagine uma criança que ao atravessar  a rua quase é atropelada e, sua mãe, por preocupação e zelo, a segura fortemente pela mão e diz “você não pode atravessar a rua sozinha”. Essa criança pode agora ser um indivíduo de cinquenta anos de idade e sentir um friozinho na barriga todas as vezes que vai atravessar a rua.
Ou pense em alguém que prometeu a um credor que o pagaria de qualquer maneira e, por uma fatalidade, seu credor falece sem que ele possa quitar sua dívida… Há aí, um circuito que só poderá ser completado através da revisão desse Acordo.
2- Ressignificando o passado: de maneira inteligente, tirando das memórias traumáticas o conteúdo emocional negativo, o “lixo emocional”, que leva o indivíduo a se mover constantemente, apesar das estratégias de evitação ou fuga, em direção às situações que relembrem ou eliciem os conteúdos traumáticos. Mais adiante, na Parte 3 deste artigo, você compreenderá melhor o “por quê” de o indivíduo mover-se em direção a tais situações.
Ainda falando de ressignificação, é bom lembra-se, sempre, que os fatos são neutros, isentos de qualquer conteúdo emocional. Somos nós, seres humanos, que atribuímos conteúdos emocionais aos acontecimentos, i.é., um mesmo fato ou acontecimento terá tantos significados quantos forem os participantes ou indivíduos que se disponham a analisá-lo ou interpretá-lo.

Uma técnica que desenvolvemos (Técnica do Perdão – Esvaziando a Cesta de Lixo), tem sido utilizada com sucesso na ressignificação de conteúdos traumáticos, associando emoções e sensações boas através de âncoras (para saber mais, veja nosso artigo sobre Âncoras), combinadas com a ressignificação linguística, através da criação de Falsas Relações de Causa e Efeito.
Recapitulando: Todo e qualquer conteúdo emocional negativo, o “lixo emocional”, continua reverberando no presente e consumindo – consciente ou inconscientemente – preciosa energia que você poderia utilizar para se tornar a pessoa que você quer ser.
Então, o que você precisa é saber como, ou procurar um profissional que de fato o saiba, ressignificar tais conteúdos e desfazer Acordos Passados Obsoletos.
Até o próximo capítulo.

Gostou deste artigo?
Deixe seu comentário e compartilhe com os amigos!

3-segredos-sobre-o-cerebro-parte2-chamada